Antena de telemóveis em Grijó – Alerta Laranja

A instalação de uma antena de telemóveis, nos terrenos do complexo desportivo de Grijó, Vila Nova de Gaia, a escassos metros de habitações e de uma escola E.B. 2,3, está a preocupar moradores, professores, pais e alunos, originando um invulgar clima de contestação.

Para que cada um possa tirar conclusões, deixamos dois artigos: um publicado no JN, com afirmações curiosas, por parte do responsável pela autarquia; outro com conclusões de uma tese de doutoramento sobre a matéria em apreço.

«A Associação de Pais da EB2,3 de Grijó, Gaia, admite recorrer a uma providência cautelar para travar a construção de uma antena para telemóveis, com 40 metros, nas imediações da escola. A Junta de Freguesia acusa a Câmara de falta de transparência.

“Vamos até às últimas consequências. Se a construção não parar nos próximos dias vamos recorrer a uma providência cautelar e se for necessário partimos para manifestações”, garante o presidente da Associação de Pais, José Fernando.

A instalação da antena a pouco mais de 150 metros da escola, junto ao complexo da Associação Desportiva de Grijó, está a criar uma onda de contestação. A aguardar uma resposta da Câmara de Gaia, proprietária do terreno, José Fernando afirma que encarregados de educação e moradores foram surpreendidos, anteontem, com o início das obras. “Começaram num feriado e sem qualquer aviso”, critica.

“Não entendo como é que a Câmara autorizou uma antena junto de uma escola, de um recinto desportivo e de habitações. Estamos preocupados com as 600 crianças que diariamente se encontram na escola e vão receber seis horas de radiações”, justifica José Fernando, considerando que “foi tudo aprovado rapidamente e feito às escondidas do povo e da escola”.

Será convocada uma reunião do conselho geral do Agrupamento da Escola Júlio Dinis para debater o assunto. “Vamos aguardar até ao fim de semana. Se ninguém der as respostas que solicitámos vamos tomar medidas”, garante.

O presidente da Junta de Grijó, Rogério Tavares, acusa a Câmara de falta de transparência no processo e diz-se pronto para estar ao lado dos contestatários. “Isto foi feito nas costas da população e sem a transparência que é exigida. Em Agosto, a Câmara recusou a instalação de uma outra antena a cerca de 50 metros deste local e agora permite esta”, acrescenta.

Em declarações ao JN, Rogério Tavares recorda, ainda, que uma antena que foi instalada junto à escola pré-primária de Santo António teve que ser retirada e que também um pedido para a instalação de uma segunda antena, em Murraceses, nas proximidades da EB2,3, foi recusado».

In JN 18-02-2010

 

Leia-se um artigo insuspeito

«O investigador, Dirk Adang, defendeu segunda-feira na Universidade Católica de Louvain-La-Neuve (UCL) a tese dedicada aos efeitos das radiações emitidas – como as dos telemóveis, redes Wi-Fi e antenas que as servem – sobre 124 ratos de laboratório.

Para o estudo expôs três grupos de ratos durante 18 meses ( 70 por cento da duração média da vida dos roedores), duas horas por dia, a diferentes níveis de radiação, enquanto os outros animais ficaram num grupo de controlo não exposto às radiações. Nos três grupos de ratos expostos à radiação a taxa de mortalidade alcançou os 48,4, 58,1 e 61 por cento, valores superiores aos 29 por cento do grupo de controlo.

Adang investigou ainda o impacto da radiação sobre a memória dos roedores e concluiu que uma longa exposição, de 15 meses, causa “evidentes perdas de memória”. A Organização Mundial de Saúde recomenda esperar até 2015 para avaliar o impacto das radiações sobre o homem dado que o uso do telemóvel disparou em 1998, recorda o investigador.

Segundo o coordenador da tese, André Vander Vorst, “as normas actuais de radiação máxima na maior parte dos países europeus não são suficientemente rígidas, excepto na Suíça e Luxemburgo”. “Os outros países parecem esperar pelos resultados dos estudos em 2015”, explica Vander Horst, que é partidário de normas mais rigorosas “enquanto não está provado que a radiação dos telemóveis não é perigosa para a saúde”.

Este cientista disse ter ficado impressionado com o alcance dos resultados, mas também reconhece que é “muito prudente” na hora de transpor o resultado desta investigação para o ser humano, porque há que ter em conta factores como a morfologia, tamanho, a pele e o relógio biológico».

In: http://www.cienciahoje.pt/index.php?oid=26621&op=all

José Manuel Couto

0 Responses to “Antena de telemóveis em Grijó – Alerta Laranja”



  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




Calendário

Março 2010
S M T W T F S
« Fev   Abr »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

Arquivos

Estatísticas do Blog

  • 32,325 visitas

%d bloggers like this: