Valha-nos Deus!

Mosteiro de grijó

No passado Domingo, o povo de Grijó perdeu a oportunidade de apanhar o comboio do desenvolvimento.  Ao continuar a apoiar, ainda que com minoria, o cansado, desgastado e inoperante Presidente da Junta há 12 anos, hipotecou-se o futuro, num atraso que dificilmente poderá ser recuperado nas próximas décadas. O governo, mesmo de uma localidade do interior, exige competência e preparação, a fim de que os procedimentos administrativos, deliberativos e executivos sejam eficazes e transformadores da realidade instalada, em prol do bem-estar e da qualidade de vida dos cidadãos.

Mas, como se costuma dizer, o povo é soberano. O povo manda. Mesmo que, muitas vezes, como é o caso, temeroso de retaliações, algumas já em curso, infelizmente, que não há tempo a perder na vingança que se avizinha para todos quantos não se subjugaram nem hipotecaram princípios e valores ético-morais, os ditames da consciência, onde se joga o verdadeiro sentido do Ser (-se) Humano. O povo também se engana. Melhor, também se deixa enganar e seduzir pelo canto da sereia. Acontece. Quem nunca se enganou? Há que respeitar, contudo, a decisão popular. Mas há que exigir, igualmente, que o mesmo povo não se deixe defraudar e obrigue quem de direito a cumprir as suas obrigações.

Apesar de tudo… espera-se que, pelo menos ao fim de 16 anos, alguma coisa fique de positivo entre os grijoenses. Temo que, no fim do mandato que agora se inicia, reste apenas o ensinamento do que não deve ser o governo de uma freguesia. Como em tudo na vida, e porque acredito na conversão, no sentido cristão, isto é, no (re)encontro do sujeito consigo mesmo, na sua mais profunda intimidade, e a descoberta – às vezes tarde de mais – de valores como o respeito, a sinceridade, a tolerância, a justiça, a liberdade, a responsabilidade, o diálogo e a partilha… obrigo-me a dar o benefício da dúvida, quer ao presidente eleito quer ao seu grupo de trabalho quer, ainda, ao nobre povo de Grijó. Esperemos para ver; ver para crer!

Boa sorte, para todos, pricipalmente para os grijoenses que decidiram em consciência.

Jose Manuel Couto

 

3 Responses to “Valha-nos Deus!”


  1. 1 FRANCISCO MANUEL BORGES 14/10/2009 às 17:38

    Caro Amigo, não será concerteza Deus que nos valerá, sera a força do PS, conjugada com a do MUG, que poderão e deverão evitar que a equipa de oportunistas se encaixe no executivo da Junta. Não acredito na vossa força, e não acredito no novo rumo do MUG, pelo que entendo que todos se vão acobardar e deixar passar um executivo de incompetentes e oportunistas. Em relação ao PS devo dizer-lhe que aqueles que pensam que o GRI acabou, estão enganados, daqui por quatro anos estarão de volta, sem Rogério mas com outro padamão qualquer. È preciso prevenir o futuro, e começar hoje a fazer campanha, é necessário vigiar e denunciar, é importante abrir os olhos e começar a estudar o futuro. É importante impedir erros e disso fazer-mos publicidade, é necessário não abandonar responsabilidades e denunciar as faltas. Quer o MUG, quer o PS, se forem capazes de se coligarem, poderão repetir 1993. Se tal não se verificar, então afinal o Povo que não acreditou em Vós tinha razão, mais vale um fraco armado em corajoso, que um corajoso que não passa de um cobarde.
    Voltaremos a falar.

  2. 2 Francisco Silva 14/10/2009 às 22:10

    Realmente foi um “Valha-nos Deus!”.
    Devemos fazer uma avaliação séria à campanha realizada pelas diversas forças políticas, para que no futuro próximo seja possível construir algo de novo em Grijó.
    Dou o exemplo muito concreto, (denunciado neste Blog) do – “Jornal de Grijó” ao serviço do GRI, antes e durante a campanha, deve passar a ser “Jornal da Junta de Freguesia”.
    Deve ser criar um novo Jornal em Grijó, impresso se possível, mas acima de tudo um órgão de comunicação local com ética e com personalidade, que dê “Voz a(de) Grijó”, para informar e formar devidamente os Grijoenses.
    Não nos devemos intimidar, calar nem deixar passar em claro estas eleições.

    • 3 grijo 14/10/2009 às 22:59

      Concordo em absoluto. Infelizmente, em pleno século XXI, ainda há gente muito mal formada, para quem não há regras e valores. Melhor, há um único valor: vale tudo. Até fazer o canto da sereia ao povo que, iludido com falsas promessas, se deixa enredar no emaranhado sistema de interdependências instalado em Grijó. Percebi-o apenas há cerca de 4 anos. Por isso me distanciei de certas pessoas que não merecem sequer pisar o solo sagrado da nossa Vila.
      A ver vamos o que o futuro nos reserva. Os predadores costumam comer-se uns aos outros. É a lei da selva!!!
      Entratanto, já começaram as perseguições, o caciquismo e as retaliações antidemocráticas e nojentas, com o despedimento de dois colaboradores da Junta. Porquê? Porque um fazia parte de uma lista concorrente e outra, suspeita-se (!!!) não terá votado no homem reeleito. Uma vergonha. E isto só começou agora.
      Abraço
      JMCouto


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




Calendário

Outubro 2009
S M T W T F S
« Set   Nov »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Arquivos

Estatísticas do Blog

  • 32,325 visitas

%d bloggers like this: