A PROPÓSITO DO DIA DE SANTO ANTÓNIO

 

 

Fonte: http://homepage.ntu.edu.tw/~complex/images/ch06f06.jpg

No dia 13 de Junho de 1654, há precisamente 355 anos, o memorável P.e António Vieira pregava em S. Luís do Maranhão, no Brasil, um dos seus mais notáveis sermões: o “Sermão de Santo António aos Peixes”.

Homem de palavra lúcida, engenhosa, eloquente e sedutora, António Vieira, missionário e exímio pregador, ocupará grande parte dos dias da sua longa vida na defesa dos direitos humanos. Não poupa a Inquisição, pela cruel perseguição dos Cristãos-Novos; não poupa as forças estrangeiras que ameaçam usurpar os nossos territórios ultramarinos; não poupa os desumanos e egoístas colonos que, pela força das armas, procuram subjugar os pobres índios de S. Luís do Maranhão.  

Disso se ocupa de forma absolutamente extraordinária no Sermão de Santo antonio_com_peixesAntónio aos peixes. Recuperando as palavras de Santo António, num estilo forte, erudito, mordaz e contundente, o ilustre orador alerta a sociedade de então para a desumanidade da corrupção instalada, lembrando, para dentro e para fora do meio religioso, que todos somos chamados a ser “sal na terra”. E ser sal na terra é tudo fazer para impedir e combater a corrupção.

O que diria o P.e António Vieira se vivesse hoje, quando a causa da sua irada retórica se generalizou e se constituiu a pedra angular da sociedade, aos mais variados níveis e sectores!? Usaria o púlpito, certamente, não para esmolar votos, mas para, de forma acutilante, na observação dos princípios mais elementares da caridade cristã, malhar a torto e a direito, sem medo, no estrito cumprimento dos bíblicos preceitos da liberdade, justiça e responsabilidade. 

Como no seu tempo, “os peixes graúdos” continuam a comer os “pequenos”. Tal como refere, se um peixe graúdo se alimenta de comer muitos pequenos, bastava um daqueles para alimentar muitos destes. Causas desajustadas e contraditórias, consequências lamentáveis. Como na selva, predomina a lei da irracionalidade e do mais forte.

Como no seu tempo, entre tantas outras nocivas espécies, grassam e multiplicam-se os “roncadores”, os “voadores”, os “pegadores” e os “polvos”. Isto é, os orgulhosos, os malévolos ambiciosos, os parasitas e os traidores. Basta olharmos à nossa volta e identificá-los-emos à primeira, sem grande esforço. Não apenas, mas sobretudo, na vida política, nos centros de decisão. Ao abrigo de legais competências, superiormente atribuídas, continuam a colonizar, a fomentar… uma sociedade cada vez mais dividida entre peixes graúdos e peixes pequenos.

Reina entre nós a pseudo-democracia, que a todos obriga a ser sal na terra. Mesmo que contra tudo e contra todos, de forma livre e coerente, no respeito pelos mais íntegros ditames da consciência pessoal, uma das formas de salgar é votar. Aproximam-se novos actos eleitorais. Cumpre-nos, a todos, pessoas de bem, espalhar o sal da democracia, contra a corrupção, o oportunismo e a impunidade. É esta a força que todos temos, no exercício do sagrado direito/dever de cidadania.

Descansa na paz merecida o P.e António Vieira. As suas palavras continuam, porém, actuais e a ressoar como um hino perene à consciência individual e colectiva, por uma sociedade onde os peixes graúdos tenham a humildade suficiente para, de quando em vez, se lembrarem que os pequenos também são peixes e que todos fazem parte do mesmo mar.

Ah! Já agora, quando se comemora o dia de Santo António, sugere-se a (re)leitura da obra de Vieira, nomeadamente o sermão a que aqui aludimos. Um texto de hoje e de sempre, que continua a reclamar o grande milagre!

 José Manuel Couto

Publicado no Jornal Audiência  no dia 17/06/2009

1 Response to “A PROPÓSITO DO DIA DE SANTO ANTÓNIO”



  1. 1 Os números de 2010 « GAIA – (Im)Pressões Expressas Trackback em 03/01/2011 às 10:24

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




Calendário

Junho 2009
S M T W T F S
« Maio   Jul »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

Arquivos

Estatísticas do Blog

  • 32,325 visitas

%d bloggers like this: