NATAL de Esperança

Depois do nascimento de Jesus Cristo, o Homem tem-no celebrado em todo o mundo cristão. Segundo o discípulo amado, “O Verbo se fez carne, e habitou entre nós, e vimos a sua glória, como a glória do unigénito do Pai, cheio de graça e de verdade” (Jo. 1,14). Em Jesus Cristo, o Natal representa simbolicamente o renascimento de todos os cristãos.

Estes dias são de festa. Uma festa voltada essencialmente para o ninho familiar, de onde brota a energia afectiva e amorosa da Vida. Estreitam-se laços, partilha-se afecto, acolhe-se o familiar mais distante, procura-se descobrir e amar Cristo a nosso lado, presentifica-se.

Esta atmosfera amorosa estende-se aos amigos e conhecidos, a toda a Humanidade, rosto de Cristo, em clima de confraternização familiar e social. Partilha-se fé, alegria e esperança; solidariedade, benevolência e perdão. Procura-se paz, harmonia, felicidade e sabedoria. Aquela sabedoria divina que se traduz em atitudes de humildade, amizade, paciência… no reconhecimento de que Outro é, mailefectivamente, meu irmão em Cristo.

Os dias que correm tendem a ofuscar estas verdades e a emaranhar-nos nas turbas que buscam insaciável e perdidamente outros bens, que nos descentram tantas vezes do essencial: a felicidade. A nossa e a alheia. 

Tornando-se o primeiro bispo português a utilizar o YouTube para transmitir uma mensagem em vídeo, naquilo que já se designa como “nova evangelização”, o Bispo do Porto reconhece que o Natal de 2008 acontece em “circunstâncias de alguma complexidade”, devido a “actos terroristas, crises económicas e financeiras, situação generalizada de fome e carência por parte de muita população mundial”. Dando nota de uma consciência social invulgar, evidencia, ainda, que o crescente desemprego e a crise da escola se constituem como alguns dos problemas que têm afectado a sociedade portuguesa nos últimos tempos.  

 

Segundo D. Manuel Clemente, do presépio de Belém emana, porém, a sensibilidade e a força para superar estes e outros constrangimentos, pelo que os cristãos são chamados a manifestar a sua fé, operante, em “actos pequenos”, mas potencialmente transformadores do Mundo e da Sociedade. O Bispo do Porto sublinha que “é destas coisas que parecem pequenas, mas onde nós investimos toda a boa-vontade, que nascem a prazo, e às vezes nem sequer a muito longo prazo, as melhores soluções, as mais humanas e também as mais divinas”.

 

O Natal é tempo de esperança e de coragem. É tempo de romper fronteiras e estreitar os laços da solidariedade e da concórdia, porque “O Verbo fez-se carne” e com Ele renascem sinergias novas e vitais para que o Homem plenamente.  

 

Faço votos de que, neste Natal 2008, se renovem em Vila Nova de Gaia os valores e princípios morais e éticos que elevem todas e todos os gaienses à sua real condição Humana. Unidos por uma causa única: o bem-estar pessoal e social.

Um brinde ao Natal de todas e de todos os gaienses. Um brinde especial às diferentes comunidades estrangeiras que escolheram procurar entre nós melhores condições de vida. Cristo une e desvela. “O Verbo se fez carne, e habitou entre nós, e vimos a sua glória, como a glória do unigénito do Pai, cheio de graça e de verdade” (Jo. 1,14).

 

José Manuel Couto

Publicado no Jornal Audiência no dia 24 de Dezembro de 2008

Imagem: Presépio da Cavalinho, s. Paio de Oleiros

0 Responses to “NATAL de Esperança”



  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




Calendário

Dezembro 2008
S M T W T F S
« Nov   Jan »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

Arquivos

Estatísticas do Blog

  • 32,325 visitas

%d bloggers like this: