PERIGO EM GRIJÓ

Quem passa diariamente na Rua da Guarda, em Grijó, entre o Largo de Santo António e a “Ponte do Cabouco”, um dos principais eixos rodoviários de Grijó, não pode ficar indiferente aos imponentes eucaliptos e plátanos que espraiam os seus pesados e ameaçadores braços que se estendem em direcção aos terrenos e vivendas frontais, atravessando toda a largura da via pública.

Apesar dos sucessivos avisos, oralmente e por escrito, ao proprietário da Quinta do Mosteiro de Grijó, à Protecção Civil de Vila Nova de Gaia e à própria Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia, na pessoa do Sr. Vereador responsável pelo pelouro do Ambiente e Salubridade Pública, nada se tem feito em prol da defesa dos transeuntes, automobilistas e moradores, que se sentem, há muito, ameaçados por estas árvores de elevadíssimo porte, diria, potencialmente mortíferas.

Há cerca de três meses, uma condutora que ali circulava, ao início da manhã, foi surpreendida com a queda de um poderoso ramo sobre o tejadilho e a parte frontal do seu veículo.

Saiu ilesa, felizmente. O veículo é que não teve a mesma sorte, tal como um outro que ali se encontrava estacionado. É frequente este tipo de acidentes. As imagens registam apenas dois deles.

Porque incomodado com a incúria, negligência e impunidade do proprietário da Quinta do Mosteiro de Grijó, porque assustado com a ameaça constante de árvores e grossos ramos, particularmente no Inverno, tenho vindo a coleccionar fotos de situações, no mínimo, revoltantes: fortes ramos caídos na estrada, caleiras entupidas, jardins e passeios semeados de folhagem e ramos secos, etc.

A ameaça paira, igualmente, sobre o posto de abastecimento de combustível, situado a meio do percurso acima referenciado.

Depois de tanta insistência, pergunto-me, em grito de alerta: quem supervisiona e fiscaliza a incúria, a negligência e aparente impunidade de alguns? Quem se responsabilizará por eventuais acidentes graves que ali venham a ocorrer? Num dos pontos assinalados numa das fotos, a queda de um ramo, dada a sua espessura, posição e peso, destruirá um autocarro. O que não fará a um veículo ligeiro…

Sei que o problema afecta, um pouco por todo o lado, o Concelho de Vila Nova de Gaia. Não terão as juntas de freguesia e a própria edilidade meios de prevenção nesta matéria? Quem defende os cidadãos de situações como a descrita? Será que no Portugal democrático, alguém está acima da lei?

Trata-se de uma questão de civismo e respeito pelo outros. Onde estão e o que andam a fazer os responsáveis da Câmara Municipal e da própria Junta de Freguesia, nestas matérias? Serão que não circulam nas nossas estradas? Andam distraídos? Têm medo de quê e de quem?

Por uma questão menor, mas do género da descrita, assisti, há menos de meio ano, ao derrube de árvores num pinhal desta freguesia, a pedido e a contento dos moradores de um prédio contíguo. Bem-haja ao seu proprietário.

Em meu nome pessoal e de vizinhos, agradeço uma tomada de posição de quem tem responsabilidades neste domínio. Por favor, intimem o proprietário da Quinta do Mosteiro de Grijó a podar as referidas árvores. Se o não fizer dentro de prazos estipulados, a Câmara Municipal tem meios para o fazer, certamente.

Não permitam, senhores, que venham a lamentar-se acidentes graves!

José Manuel Couto

(Publicado no Jornal Audiência, no mês de Novembro de 2008)

2 Responses to “PERIGO EM GRIJÓ”


  1. 1 rui arnobio 29/12/2008 às 17:40

    PERIGO É O QUE NAO FALTA EM GRIJO
    Entreguei pessoalmente ao Sr. Presidente da Assembleia de Freguesia uma exposição sobre uma rua muito movimentada, por nós, GRIJOENSES e por quem nos visita. A já chamada rua dos ciganos.
    Gostava de saber se o nosso PRESIDENTE da Junta de Freguesia vai agora pôr naquela rua um piso Bom. Já estou farto de pedir (JÁ QUE OS VOTOS ESTAO AÍ, NAO SÓ PARA INGLÊS VER. POREM MAQUINAS EM SERMONDE PARA MAIS UM MANDATO GANHAR E DEPOIS NADA FAZER. PODIAM LAVAR A CARA NA ENORME VERGONHA DAQUELA ESTRADA. À entrada de quem vem de fora, vê-se logo o bom serviço que este PRESIDENTE tem com os seus eleitores. Se lá estivesse a TV e ele fosse o protagonista do bem fazer, ele mais o seu chefe MANO, só por aparecer na TV nem dormiam de noite a ver qual a gravata que iam pôr.
    OBRIGADO, PRESIDENTE, POIS ESTAMOS NA ÉPOCA DE ELEIÇÔES.
    Rui Arnóbio

    • 2 grijo 30/12/2008 às 14:55

      Prezado Rui,
      Como deves saber já, li em voz alta a exposição que fizeste. Sabes que estas reclamações caem sempre em saco roto, porque se trata de um problema grave, que alguém tem medo de enfrentar.
      O Problema tem sido abordado frequentemente, mas quem pode fecha os olhos. É mais fácil.
      Todos, juntos, vamos continuar a lutar para que a verdade impere em Grijó e se defendam, efectivamente, os interesses de todos os grijoenses. Embora seja difícil combater a inércia de quem governa e pode tomar decisões que levem à mudança. Como dizemos já, há que “devolver Grijó aos Grijoenses”. Isso depende apenas do voto dos cidadãos, em consciência.
      Um abraço e um Ano 2009 próspero.
      JMCouto


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




Calendário

Outubro 2008
S M T W T F S
« Set   Nov »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

Arquivos

Estatísticas do Blog

  • 32,330 visitas

%d bloggers like this: