CENTROS ESCOLARES

 

 

No passado dia 7 de Maio, José Sócrates anunciou a onstrução de 126 novos centros escolares em 56 municípios do Norte do país. Na sua intervenção, o primeiro-ministro sublinhou a necessidade de dotar as escolas do 1º ciclo do ensino básico de condições organizacionais e infraestruturais modernas, consentâneas com os desafios hodiernos: escolas de nova geração, no âmbito do Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN 2007/2013).

Todos sabemos, contudo, que, apesar dos protocolos assinados, das promessas à prática vai “apenas” a distância da verdadeira mudança que o país educativo aguarda ansiosamente há décadas. A distância da real concretização do projecto anunciado.

Há que aguardar para ver!

Depois do encerramento de cerca de 1500 escolas ao nível nacional, nos últimos anos, num notável esforço de reorganização e rentabilização do parque escolar português, urge encetar todos os esforços no sentido de converter as velhas escolas do 1º ciclo, algumas completamente degradadas, em espaços aprazíveis e de real aprendizagem interactiva e significativa.

Quase no final desta primeira década do século XXI, Portugal possui as mesmas condições de trabalho, em contexto de sala de aula, que possuía em pleno Estado Novo. Mudaram as tradicionais carteiras e… pouco mais. Apesar das conquistas em termos de reflexão científica, pedagógica e didáctica, continua-se, salvo raras excepções, a amontoar crianças em espaços exíguos, envelhecidos, muitas vezes de costas voltadas umas para as outras, centradas no professor e no tradicional quadro. 

Nesta hora, importa não apenas construir novos centros escolares, com preocupações de natureza meramente económico-administrativa, concentrando recursos, mas criar condições para que as crianças possam aprender a investigar, a interagir, a implicar todas as dimensões do seu ser em aprendizagens fundamentais, transformadoras de mentalidades e, consequentemente, do próprio tecido social, a médio e longo prazo. Escolas coloridas, abertas, dialogantes com o próprio meio em que se inserem, que traduzam a alegria das vidas que nelas se constroem, onde a vida acontece em excelência e nobreza. Não um espaço fechado

Aposte-se cada vez mais na descentração destas e outras matérias do governo, delegando competências e meios nas câmaras municipais e nas juntas de freguesia, próximas da realidade e especificidade locais. Criem-se condições para a adopção efectiva de práticas pedagógicas centradas no papel activo dos alunos na construção de conhecimentos e competências, proporcionando-lhes a maior autonomia na pesquisa, no pensamento crítico-reflexivo, na expressão livre de sonhos e projectos.

Em Vila Nova de Gaia, a discussão da “Carta Educativa” do concelho assume particular relevo. Em parte, dela dependerá a mudança esperada há muito. Mas que a discutam e implementem os especialista na matéria – crianças, pais e professores –, não os habituais tecnocrata e burocratas ou os pseudo-pedagogos municipais.

Há que aguardar para ver se os centros escolares anunciados não passarão, nos próximos tempos, de meras intenção/ilusão político-eleitoral do governo e das edilidades locais que assinaram o referido protocolo.

O país não pode esperar mais.

Melhor, as crianças não podem esperar mais. Estão muito à frente!!!

Já agora, para quando o alargamento da rede pública da educação pré-escolar? Para quando a garantia da igualdade de oportunidades na aprendizagem e desenvolvimento de competências na mais tenra idade? Para quando um plano nacional sério, que ofereça alternativas ao poder dos serviços privados?

José Manuel Couto

0 Responses to “CENTROS ESCOLARES”



  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




Calendário

Setembro 2008
S M T W T F S
« Maio   Out »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

Arquivos

Estatísticas do Blog

  • 32,330 visitas

%d bloggers like this: